Arquivo | abril, 2010

CRESCER…

29 abr

CRESCER POR IGUAL

Crescer por Igual

Jesus crescia, tanto em estaturacomo emsabedoria, e era amado por Deus e pelos homens. (Lucas 2:52)

Nada poderá proporcionar mais alegria e felicidade para os pais do que um filho ou filha que está se desenvolvendo de maneira harmônica, em todos os aspectos. Os pais se sentem realizados.

O pleno desenvolvimento de Jesus é o perfeito modelo de um crescimento harmonioso. Ele crescia em estatura (fisicamente), em discernimento (mentalmente), era distinguido por Deus (espiritualmente) e pelos homens (socialmente).

"À luz da presença de Seu Pai, crescia ‘Jesus em sabedoria e em estatura, e em graça para com Deus e os homens’.

Seu espírito era ativo e penetrante.

Também o caráter era belo na harmonia que apresentava.

As faculdades da mente e do corpo desenvolviam-se gradualmente, segundo as leis da infância"

A ênfase que desejo dar aqui é no sentido espiritual.

Se nós, como cristãos, seguimos o modelo deixado por Jesus, imitando-O nesses vários aspectos de Sua vida, estamos nos desenvolvendo à Sua semelhança.

E isso faz parte do processo da santificação. Então, pela graça de Deus, nos tornamos participantes da natureza divina e nos habilitamos para o Céu.

O Seu ideal é moldar nosso caráter em harmonia com o dEle, preparando-nos para a vida porvir.

Os desenvolvimentos físico e mental vêm juntos, pois muito da nossa natureza está condicionado às forças mentais.

A Bíblia declara que aquilo que o homem pensa em seu coração, assim ele é.

Isso significa que dentro dos nossos pensamentos é esboçado um inventário do nosso caráter.

As idéias que desenhamos na mesa da nossa imaginação vão forjar o edifício da nossa personalidade que está sendo levantado silentemente e de maneira imperceptível dentro de nós.

Ele Se desenvolvia em sabedoria e estatura e, ao mesmo tempo, crescia diante de Deus e dos homens. Nisso estava Seu vigor físico, mental e espiritual. Vale a pena imitar o Modelo!

"Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus" (2Tm 2:1).

Rev. Alberto Maciel Carneiro

DESAFIANDO GIGANTES

22 abr

Ø     
Desafiando gigantes.

Texto:

Ø     
I Sm 17:32,33,45.

 

A vida do ser
humano é composta de desafios e obstáculos que precisam ser superados. Não há
na terra homem privilegiado que não passe ou tenha passado por uma dificuldade,
uma luta e até mesmo com barreiras ‘quase’ intransponíveis.

Bem sabemos
que para vencermos precisamos enfrentar os obstáculos que a vida nos
proporciona e os desafios que nos são impostos pelas mais diversas
circunstâncias.

Nesta mensagem
veremos em Davi quando lutou com o gigante Golias um exemplo de pessoa que
enfrentou os gigantes que se opuserem a ele e como foi a sua ação e reação
diante destes gigantes. Vale lembrar que a batalha foi vencida por Davi antes
mesmo dele lutar contra o gigante filisteu, a batalha, ele venceu quando
desafiou os gigantes que tinha dentro de si e os que são impostos pelos outros
(parentes governo e amigos). Todos nós temos gigantes que precisam ser
vencidos; estes gigantes podem ser “iguais”, ou seja, comum a todos como também
podem ser gigantes “individuais”, situações que só nos sentimos e sabemos como
é; embora entendemos isto vale ressaltar que todos nós enfrentamos lutas,
gigantes, que precisam ser vencidos e não há na terra ser humano privilegiado
que não tenha gigantes a serem vencidos.

Ø     
O gigante
da incredulidade
dos outros em relação à nossa capacidade.

“I Sm 17:33
…contra este Filisteu não poderás ir… ainda és moço”.  As palavras aqui podem soar de formas
diferentes (preocupação, cuidado, incredulidade) porem, tem um só propósito,
desestimular-nos de lutar por aquilo que acreditamos e que fomos chamados por
Deus pra realizarmos. As palavras de Saul, talvez, pudessem expressar
preocupação com o jovem moço Davi ou expressar apreensão em relação à sua
verdadeira capacidade para lutar com aquele gigante, porem, o moço Davi
mostrou-se tão convicto em relação àquela luta que ele estava disposto a
enfrentar que Saul no seu desespero simplesmente aceitou.

A
incredulidade em relação à nossa capacidade muitas vezes manifesta-se já quando
somos pequenos, no nosso lar, com nossos pais, nossos irmãos (ISm 17:28). No verso anterior que lemos (ISm 17:28) Eliabe,
irmão de Davi, quando observa ele no campo de batalha perguntando que situação
era aquela e o que o Rei falou ficou indignado e revoltado contra Davi
.
Esta incredulidade pode manifestar-se sutilmente, suave, ou pode manifestar-se
de forma agressiva (exemplo os irmãos de José que o invejavam e o venderam-no
ao Egito no propósito de se livrarem dele para sempre Gn 37:26-28). Não importa
de que forma a incredulidade venha contra nós devemos enfrentá-la de frente,
vencê-la. Davi ao ouvir o que Saul disse respondeu: “ISm 17:36. …assim como feri um leão e um urso, assim ferirei este
filisteu; porquanto ele afronta o exercito do Deus vivo.”

Davi venceu a
incredulidade de Saul em relação a sua capacidade com uma demonstração de fé
incontestável no Senhor nosso Deus. ISm 17:37. A sua demonstração de fé foi tão
impressionante que Saul disse a ele neste versículo: “Vai-te, o Senhor seja contigo.”

Hebreus 11:1 “A fé é o firme
fundamento…” Para vencer o gigante da incredulidade devemos ter fé.

Ø     
O gigante do “jeitinho humano” de arrumar as
coisas.

Mesmo diante
do quadro maravilhoso de fé que Davi demonstra a Saul, Saul, tenta dar uma
mãozinha a Davi para ele enfrentar o gigante. Não queremos aqui menosprezar o
ensino e a capacitação que nós devemos ter para enfrentar a vida e suas
adversidades, porem, quando há uma demonstração clara que o momento da ação é de
Deus não podemos aceitar a “mãozinha” que querem nos dar. ISm 17:39, Davi até
tentou utilizar os recursos que lhe eram oferecido porem, quando percebe que
não da para utilizar o que ele pensava ser correto ele volta à sua origem, ele
volta aos recursos que ele conhece com clareza. Muitas vezes somos assim,
queremos o jeitinho, a ajudinha, a mãozinha que podemos dar ou receber para
Deus. Quando isto acontecer voltemo-nos para aquilo que Davi fez logo após
perceber que não era pra ele utilizar o “jeitinho’.

1º Davi reconhece que não dá pra
utilizar aquilo que tinham lhe oferecido; “…não
posso andar com isto pois nunca o experimentei…”ISm 17:39.

2º Davi pega em sua mão aquilo
que lhe era comum (o cajado, o alforje de pastor, a funda e o seixo (pedras) do
rio. ISm 17:40.

Muitas vezes
queremos substituir os recursos que Deus nos dá por recursos que achamos que
solucionará o problema. Quando Deus quer agir a nosso favor não sejamos nós
aqueles que atrapalham seu agir. Deixemos com Ele que Ele fará o melhor para a
nossa vida.

Ø     
O gigante do desprezo adversário.

ISm 17:42,43. Golias
olha Davi, vê o seu tamanho, vê a sua fisionomia, vê o que ele tem na mão e por
um momento sente até que, podemos usar aqui uma frase antiga, “estão brincando
com a minha cara”. ISm 17:42. Golias desprezou a Davi porque via somente o seu
exterior, somente aquilo que era visto por fora. Em certa ocasião o servo de
Eliseu se viu com medo diante de um grande numero de soldados assírios que
cercaram a cidade onde eles estavam e gritou com medo a Eliseu “o que faremos?”
Eliseu disse “acalma-te, mais é os que estão conosco”, Eliseu orou ao Senhor e
aquele servo viu o tanto de cavalos e carros de fogo que estavam em redor de
Eliseu. IIRs 6:19-20. É certo que veremos e sentiremos o desprezo do
adversário, é certo que falarão alto contra nós e tentaram nos intimidar antes
mesmo que a batalha comece, porem, é certo também que Deus cuida de nós e
guarda a nossa vida. Podem desprezar o que somos, podem desprezar o que temos,
podem desprezar os nossos recursos, mas, uma coisa é certa Deus está conosco.
Golias menosprezou tanto a Davi que ele disse a Davi que entregaria o seu corpo
para as aves dos céus comerem juntamente com os animais do campo ISm 17:44.
Muitas vezes é assim que acontece, desprezam a nossa fé, desprezam o nosso
Senhor, desprezam o seu cuidado com a nossa vida, Davi, sentiu isto na pele mas
Davi teve uma reação maravilhosa que é a mesma que nós devemos ter. Vejamos em
ISm 17:45-46 como Davi reagiu diante daquela situação.

¨     
Davi reconhece o seu adversário, a sua força e o
que ele tem de recurso contra ele. V45a.

¨     
Davi demonstra a sua fé dizendo de que forma ele
vai vencer o gigante. V45b. Davi já tinha vencido a incredulidade por parte de
Saul e agora, no campo de batalha, onde não há como recuar, onde não há como
voltar atrás e dizer não é bem isto que eu queria fazer, não, agora era a hora
de batalha e Davi sabia claramente disto tanto que ele diz “eu te vencerei no
nome do Senhor dos Exércitos ao qual você tem afrontado”. Entendamos que quando não acreditam em nós não estão mexendo somente
conosco mas estão mexendo com o nosso Senhor e Pai, estão mexendo com Ele.
Aleluias, e Ele toma as nossas dores para Si e age em nosso favor.

¨     
 “Hoje
mesmo o Senhor te entregará em minhas mãos…” Davi sabia que não era ele que
venceria o gigante e sim era o Senhor que o venceria e o entregaria em suas
mãos. Amados! Isto é dependência. Não importa o que eu tenho de força Ele é
maior, não importa o que tenho de preparo Ele é Supremo, não importa o tamanho
do adversário Ele é Poderoso. vs46.

Davi não
representava naquele momento os seus interesses ele representava toda a nação
de Israel. Havia homens muito mais preparados do que ele, homens bem mais
fortes do que ele, homens valentes na batalha, homens vencedores, homens que já
tinham vencido batalhas, mas nenhum deles enfrentou os gigantes que se opuseram
em sua vida para vencerem o gigante Golias. Todos eles, do Rei ao mais humilde
dos servos, ficaram atemorizados diante daquela ameaça e foram sucumbidos pelo
gigante da incredulidade e do medo. “O foco da preocupação não está no tamanho
do inimigo e sim no Poder do nosso Deus”. Davi não olhou para o tamanho do
problema, olhou para a Soberania do nosso Deus.

Sejamos como
Davi e falemos como Davi no verso 47 “saberá que o Senhor salva, não com
espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra…”

Deus não
precisa mudar a circunstância para crermos em seu Poder, simplesmente Ele é
Senhor. Creiamos.

 

 

Pr. Marcelo
Mozer

IBN GETSEMANI

TIRANDO AS ATADURAS (joão 11:43,44)

19 abr
QUANDO TIRAMOS AS ATADURAS
JOÃO 11.43,44 – “Depois de dizer isso, gritou: – Lázaro, venha para fora! E o morto saiu. Os seus pés e as suas mãos estavam enfaixados com tiras de pano, e o seu rosto estava enrolado com um pano. Então Jesus disse: Desenrolem as faixas e deixem que ele vá.”

Introdução:
Estamos acabando uma série de mensagem no capítulo 11 do Ev. João. Onde falamos sobre “Quando Jesus Chega”; “Quando tiramos a Pedra” e hoje vamos falar sobre: “Quando tiramos as ataduras”.

1. QUANDO TIRAMOS AS ATADURAS 
a. Saímos do tumulo
b. Saímos da escuridão
c. Saímos da caverna
d. Saímos da prisão
e. Saímos para ser livres
2. QUANDO TIRAMOS AS ATADURAS DOS PÉS 
a. Podemos caminhar para Cristo;
b. Podemos andar nos caminhos do Senhor;
c. Podemos caminhar no reino de Deus;
d. Podemos andar com Cristo.
3. QUANDO TIRAMOS AS ATADURAS DAS MÃOS
a. Podemos trabalhar na obra de Deus;
b. Podemos fazer a obra do Senhor;
c. Podemos abençoar o próximo;
d. Podemos ajudar o próximo.
4. QUANDO TIRAMOS AS ATADURAS DO ROSTO
a. Podemos ver a glória de Deus;
b. Podemos ver a glória da ressurreição;
c. Podemos ver a face de Deus;
d. Posso dizer eu quero ti ver Senhor;
e. Podemos reativar nossa amizade com Jesus.
5. QUANDO SOMOS USADOS PARA TIRAR AS ATADURAS DO PRÓXIMO 
a. Podemos ver o milagre de Deus acontecendo em nossa volta;
b. Podemos ouvir o testemunho de ressurgir sonhos e projetos de vida;
c. Podemos entender o valor do discipulado;
d. Podemos viver uma unção sobre natural de Deus passado pela nossa vida e jorrando na vida de outros.
e. Podemos ver o quanto Deus quer nos usar nesta obra;
f. Podemos entender o que é Reino de Deus, Amor, Justiça e compaixão.

Conclusão:
Quando falamos em “Jesus chegar”, “tirar a pedra” e “tirar as ataduras”, egoisticamente pensamos sempre em nós como o centro da necessidade. A realidade que queremos mostrar aqui é:

  • Jesus chegando pra alguém quando eu sou sujeito que leva a Palavra, o evangelho, a salvação;
  • Quem tira a pedra do túmulo não é o morto, e sim, nós que estamos discipulando e ministrando;
  • Foi o próprio Lázaro que tirou as ataduras? Claro que não! Tiraram pra ele. Porque discipulamos vidas?
  • Discipulamos vidas desatando seus pés para que eles possam andar nos caminhos do Senhor;
  • Discipulamos vidas porque ensinamos a trabalharem na obra de Deus;
  • Discipulamos vidas para ensiná-las a verem a glória de Deus, a verem o milagre do Senhor, para terem intimidade com Deus.
  • DEUS CHAMA VOCÊ PARA ESSA MISSÃO RADICAL IDE
Rev. Alberto Maciel Carneiro

TRANSFORMANDO LÁGRIMAS EM SORRISO

13 abr

TRANSFORMANDO LÁGRIMAS EM SORRISO

Texto: João 20.11-18

Introdução

·         Maria
Madalena, discípulo de Jesus.

·         Jesus
expeliu sete demônios dela (Mc 16.9; Lc 8.2).

·         Seguia e
cuidava, em suas necessidades (Mt 27.55; Mc 15.41).

·         Acompanhou
o julgamento, os sofrimentos e na hora da morte na cruz (Jo 19.25).

·         Enquanto
os discípulos fugiam e se escondiam, ela para trás para observar onde José de
Arimatéia o sepultaria. Planejava voltar ao túmulo para ungir o corpo de Cristo
(Lc 23.56).

·         Ela
depois de Ter ido com as mulheres, retorna ao túmulo sozinha e chorou pelo
Senhor.

·         Dois
anjos apareceram e lhe perguntaram qual a razão das lágrimas (Jo 20.1-13), mais
ela não reconheceu.

·         No
momento de seu maior desespero, Cristo apareceu, mas ela não foi capaz de
reconhecê-lo.

·         Maria
Madalena era uma mulher extraordinária, amável e dedicada ao Senhor em sua
vida, morte e ressurreição.

 

I – Entre as lágrimas de desespero
não conseguimos enxergar o milagre de Deus.

                – No desespero não entendemos o
milagre.

 

II – Entre lágrimas de desespero
não  olhamos  para o Senhor.

                – Maria Madalena não viu o Senhor
Jesus ressurreto.

 

III – Entre lágrimas não conseguimos
ouvir a voz do Senhor.

                – Maria Madalena ouviu, mas não
reconheceu que a voz era a do Senhor.

 

IV – Quando reconhecemos o Senhor às
lágrimas se transformam em lágrimas de alegria..

                – Quando reconhecemos o Senhor em
nossas vidas as lágrimas que antes eram de tristezas agora passam a ser de
alegria.

 

V – Quando reconhecemos o  Senhor anunciamos com lágrimas de
alegria o encontro.

                – O reconhecimento nos leva ao anuncio
da verdade por tão grande alegria que nos envolve.

 

Portanto, reconheça a ação de Deus
em sua vida e mude sua história. O choro pode durar uma noite, mas a alegria
vem pela manhã, mas só se você:

·         Entender
o milagre de Deus;

·         Ver o
agir de Deus;

·         Ouvir
Deus falar nas pequenas coisas;

·         Entender
o poder da ressurreição;

·         Ai sim! A
alegria vem pela manhã e as lágrimas que dantes eram de tristeza agora passam a
ser de alegria.

Rev.
Alberto Maciel Carneiro

TIRANDO A PEDRA

13 abr

QUANDO TIRAMOS A PEDRA – JOÃO 11.28-42

Introdução:

Nesse
milagre Jesus nos da excelentes lições, principalmente a que devemos retirar de
nossas vidas tudo o que impeça a benção de Deus.

Jesus foi ao sepulcro. As irmãs
disseram: Senhor, não podemos retirar a pedra porque ele já está morto há 4
dias e cheira mal. Jesus insiste:
Retirem a pedra.

·       
Por que será que Jesus não escolheu ressuscitar um morto quentinho
de duas horas apenas, e escolheu um morto que já cheirava mal? Sabe por quê?

·       
Porque se Ele tivesse ressuscitado um morto de duas horas, algum
incrédulo podia dizer: Não, não estava morto. Estava com catalepsia.

·       
Por isso Jesus esperou que o cadáver entrasse em putrefação, para
mostrar-lhes que o poder de Deus está acima da incredulidade humana.

·       
Hoje, Jesus está dizendo a você que para Ele não importa como sua
vida está. Não importa se você já se sente podre, cheirando mal moralmente,
espiritualmente.

·       
Ele diz que se você é um cadáver que está há muitos anos fora da
igreja, longe de Jesus, não importa. Ele foi capaz de ressuscitar Lázaro e pode
ressuscitar você também. Este é o desafio de Deus.

·       
Quem é aquele que pensa que Ele não pode fazer algo em sua vida?
Não existe nada impossível para Jesus. "Retirem
a pedra"
, disse Ele; e quando os homens obedeceram-No, Jesus disse:
"Lázaro, vem para fora".

·       
Um grande pregador do século passado disse que Jesus teve que
dizer Lázaro vem para fora, porque se Ele não mencionasse o nome de Lázaro,
todos os mortos do mundo ressuscitariam, tal era o poder de Jesus.

Jesus que teve poder para
ressuscitar Lázaro, não tinha poder para retirar a pedra? Por que disse aos
homens: retirem a pedra?

            Jesus tem poder
para transformar vidas, mas Ele nunca vai entrar num coração se o homem não
retirar a pedra. É você quem tem que tomar a decisão. Jesus pode entrar em sua
vida e corrigir qualquer coisa, sarar qualquer ferida e ressuscitar seus
sonhos. Se sua família está se desintegrando, se seus ideais estão morrendo,
esta é a oportunidade de Cristo. Ele pode entrar em sua vida e ressuscitar
tudo, mas Ele não pode retirar a pedra. É você quem tem que abrir o coração.

            O que acontece
quando tiramos à pedra?

1.       Quando tiramos à pedra
aparecem nossas imundícias.

2.       Quando tiramos à pedra vem
um alivio.

3.       Quando tiramos à pedra
passamos a ser nós mesmos.

4.       Quando tiramos à pedra
saímos da escuridão.

5.       Quando tiramos à pedra o
choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer.

Concluímos:

            Antes de tirarmos as pedras da vida dos outros, temos que removê-las das nossas próprias
vidas
.

            Como podemos ajudar a curar os feridos se nós mesmos
estamos feridos? Tomemos hoje a decisão de remover as pedras, para que Deus
possa operar dentro de nós e remover o que está podre e cheirando mal, e então,
desatados daquilo que nos amarrava, podermos ir e ajudar a outros a também
serem libertos e despertarem para a verdadeira vida que há em Cristo Jesus.

Mensagem Pr. Alberto Maciel Carneiro

IBN – Semear 

QUANDO JESUS CHEGA

11 abr
QUANDO JESUS CHEGA 
João 11.17-27 – Chegando Jesus, encontrou Lázaro já sepultado, havia quatro dias. Ora, Betânia estava cerca de quinze estádios perto de Jerusalém. Muitos dentre os judeus tinham vindo ter com Marta e Maria, para as consolar a respeito de seu irmão. Marta, quando soube que vinha Jesus, saiu ao sem encontro; Maria, porém, ficou sentada em casa. Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão. Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Declarou-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no ultimo dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto? Sim, Senhor, respondeu ela, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”. 
Pensar neste texto, partindo do prisma da chegada de Cristo ao encontro de Lázaro e suas irmãs Marta e Maria, vimos a esperança, paz e a confiança ressurgindo em meio a tristeza, desespero e desamparo. 
“Quando Jesus Chega?” – essa sim é uma pergunta interessante e digna de ser filosofada à luz da vida cristã. Quando Jesus chega em nossas vidas? O que mudou? A segurança voltou? 
Muitas perguntas poderíamos formular; vamos primeiro ver o que acontece quando Jesus Chega à luz do texto supra citado.
1. Quando Jesus chega há tranqüilidade? – “Maria ficou sentada em casa” v. 20
2. Quando Jesus chega há confiança? – “se estivesse aqui não teria morrido meu irmão” v. 21
3. Quando Jesus chega há descanso? – “tudo quanto pedires a Deus, lhe considera” v. 22
4. Quando Jesus chega a esperança volta? – “Teu irmão há de ressurgir” v. 23
5. Quando Jesus chega há luz da vida volta a brilhar? – “Eu sou a ressurreição e a vida…” v. 24
6. Quando Jesus chega há vida em suas Palavras? – “eu tenho crido que tu és o Cristo…” v.27
Portanto, vimos que a chegada de Cristo muda a história das pessoas. Volto perguntar – “quando Jesus chega?” – é interessante e egoísta essa mensagem quando pensamos em Cristo chegando em nossas vidas. Chegando pra me consolar, tranqüilizar e assim por diante.
Quero como líder pensar em como outras pessoas vão entender isso.A pergunta que faço agora é como as pessoas ouvirão se não há quem pregue? (Rm 10.14).
Para Jesus chegar há vida de outros tem que alguém levar essa palavra e esse alguém é VOCÊ! 
Jesus só vai chegar na vida do desesperado se eu e você pregarmos a palavra. 
Se nós chegarmos lá onde ele está!
Se nós liberarmos uma palavra profética de salvação, de esperança. de vida.
Pensar um pouco mais é ter e saber que a responsabilidade de levarmos esse evangelho de Cristo está a cima do nosso ego, de nossas preocupações, de nosso orgulho é amor acima de tudo.
Amor é o que o amor faz!
Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!” RM 10.15

Rev. Alberto Maciel Carneiro

MENSAGENS PREGADAS NA IBN

11 abr

IGREJA
BATISTA NACIONAL
SEMEAR

 

TEMA: JONAS

TEXTO: MT C12 V38-41

INTRODUÇÃO:

Neste texto que lemos Jesus afirma em um dialogo com os
escribas e fariseus que os ninivitas se arrependeram com a pregação do profeta Jonas,
Eles se arrependeram não porque Jonas era um excelente pregador ou um excelente
orador, ou porque a sua pregação estava dentro das regras da homilética ou
porque era uma bela mensagem.

Mas pela palavra entendemos que eles se arrependeram
porque abriram os seus corações para crer na palavra de Deus dita por
intermédio de Jonas

Jonas c 3 v1 Pela segunda vez veio a palavra
do Senhor a Jonas, dizendo:2 Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e lhe
proclama a mensagem que eu te ordeno.3 Levantou-se, pois, Jonas, e foi a
Nínive, segundo a palavra do Senhor. Ora, Nínive era uma grande cidade, de três
dias de jornada. 4 E começou Jonas a entrar pela cidade, fazendo a jornada dum
dia, e clamava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida.5 E os
homens de Nínive creram em Deus,e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco,
desde o maior deles até o menor.6 A notícia chegou também ao rei de Nínive; e
ele se levantou do seu trono e, despindo-se do seu manto e cobrindo-se de saco,
sentou-se sobre cinzas.

Meditando neste texto percebo que coisas tremendas
acontecem quando o homem crê na mensagem de Deus

1-      EU SAIO DO LUGAR QUE PERTENCE
SOMENTE A DEUS.

V 6 A
notícia chegou também ao rei de Nínive; e ele se levantou do seu trono

2-      DESPÓJO – ME DE TODA GLÓRIA
HUMANA RECONHECENDO QUE ESTA É COMO A ERVA DO CAMPO

V 6 E despindo-se do seu manto

II REIS C 5 V1 Ora, Naamã, chefe do exército do rei da
Síria, era um grande homem diante do seu senhor, e de muito respeito, porque
por ele o Senhor dera livramento aos sírios; era homem valente, porém leproso.

FL C2 V5 Tende em vós aquele sentimento
que houve também em
Cristo Jesus,6 o qual sendo em forma de Deus, não considerou
o ser igual a Deus ,7 mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo,
tornando-se semelhante aos homens;

3- REDUZO O MEU EU AO PÓ

V 6 cobrindo-se de saco, sentou-se sobre cinzas.

Mas o interessante é que na mensagem de Jonas os Ninivitas se
converteram e no texto que lemos no v 41 Jesus se declara muito maior do que
Jonas e a sua mensagem muito mais excelente e ainda assim os escribas e
fariseus não crêem nele e nem na sua mensagem e por este motivo Jesus declara
que no dia do juízo os ninivitas ressuscitariam com aquela geração e as
condenaria, pois ali estava um que era maior do que Jonas e eles não creram.

João c 4 v12 És tu, porventura, maior do que o nosso pai Jacó, que nos
deu o poço, do qual também ele mesmo bebeu, e os filhos, e o seu gado?.

Jesus era não só maior que Jacó como
também bem melhor a sua água

JÁ EM C 8 V51-59 EM UM DIALOGO COM
OS JUDEUS JESUS DIZ:

Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém
guardar a minha palavra, nunca verá a morte. 52 Disseram-lhe os judeus: Agora
sabemos que tens demônios. Abraão morreu, e também os profetas; e tu dizes: Se
alguém guardar a minha palavra, nunca provará a morte!53 Porventura és tu maior
do que nosso pai Abraão, que morreu? Também os profetas morreram; quem pretende
tu ser?58 Respondeu
-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que
Abraão existisse, eu sou.

JO C 6 V35 Declarou-lhes Jesus. Eu sou o pão
da vida; aquele que vem a mim, de modo algum terá fome

JO C 8 V 12 Eu sou a luz do mundo; quem me
segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.

JO C10 V 9 Eu sou a porta; se alguém entrar
por mim, será salvo

JO C 10 V 11 Eu sou o bom pastor; o bom pastor
dá a sua vida pelas ovelhas.

JO C 11 V 25 Eu sou a ressurreição e a vida;
quem crê em mim, ainda que morra, viverá;

JO C 14 V 6 Eu sou o caminho, e a verdade, e a
vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

JO C 15 V 1 Eu sou a videira e o meu pai o agricultor

Em toda a
história antes de Jesus ninguém ousara dizer o que ele disse e nem depois dele.
Por quê? Porque a fala de Jesus não é repetição de fala alguma antes dele e
tudo quanto depois de cristo se diz que se assemelha ao que ele disse. É uma
conseqüência de suas afirmações.

 

PR. Rodrigo Ferrari